Série Acredite (Testemunho) 2

Hipocrisia, eu sei bem o significado dessa palavra. Prazer, meu nome é Gustavo e sou ministro de louvor. Todos me tinham como exemplo, um bom modelo de cristão, o marido ideal para a filha do pastor, com quem namorava há 3 anos. Era normal eu levantar minhas mãos no domingo, falar as lindas palavras decoradas, e fazer as pessoas chorarem, e no outro dia me deparar com o pecado que me assombrava, e no qual eu sempre me rendia.
Eu tinha algumas revistas escondidas no guarda-roupa, alguns sites em que eu era leitor antigo, ou melhor, um admirador antigo. É difícil admitir que o ministro de louvor mais requisitado da igreja era viciado em pornografia. Mas enquanto não me descobrissem eu estava no lucro. Eu tinha uma reputação, uma moral a zelar, e não podia perdê-la por causa de um pequeno vício. “Pequeno vício” – era assim que eu tratava o meu vício em pornografia. Eu achava que uma olhadinha de vez em quando não me afetaria, não afetaria meu ministério e nem meu namoro.

Mas como dizem por aí que a mentira tem perna curta, minha vez chegou. Ao guardar algo no meu guarda-roupa, que eu pedi num momento de distração, minha namorada descobriu meu segredo. E como se não bastasse, fofoca dentro da igreja é pior que no mundo, logo todos ficaram sabendo. Pronto, tinha perdido minha namorada, meu ministério, minha moral, e ganhei de presente a vergonha, a desconfiança e o desprezo de todos.

Ninguém acreditava que eu tinha me arrependido de verdade, mas eu tinha. Eu até tentava falar, conversar, mas o que eu recebia eram cabeças baixas e “rabos-de-olho”. Achava que nunca mais iria recuperar tudo o que havia perdido, e com todo esse desprezo que sofria, comecei a duvidar do perdão de Deus. Achava que o meu pecado era nojento demais para um Deus tão santo ter misericórdia e me perdoar, e olha que eu dizia isso às pessoas todos os fins de semana. Ninguém mais acreditava em mim, porque eu deveria acreditar então?! Foi quando eu pude ver o perdão de Deus, de forma clara e nítida, através do perdão que recebi de Alice, minha ex-namorada. Eu não esperava mais nada dela, mas sem explicação e sem motivo algum, ela me perdoou. Assim como Deus faz com cada um de nós.

Até hoje posso ouvir Deus, através das palavras de Alice. É como se Ele me dissesse:

“Eu acredito em você! Eu acredito no seu futuro! Fui Eu quem te formei, que te planejei e preparei um futuro de paz e esperança. Eu estou o tempo todo ao seu lado, embora não perceba. Se eu parecer distante, volte para mim, pois eu nunca me afastei de você! Acredite em mim, no meu amor por você, no meu chamado para você, nos meus planos para você. EU ACREDITO EM VOCÊ! Ass.: Jesus”

Prazer, meu nome é Gustavo, ministro de louvor, 25 anos, em um casamento abençoado com Alice.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: